Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Clique aqui para mais informações.
Foto de Mahamat-Saleh Haroun
Foto de Mahamat-Saleh Haroun

Mahamat-Saleh Haroun

“I love Bresson: he understood everything about the cinema. I like his bare, strained style, his elegance. Pickpocket is a lesson of cinema.”

Disponível para Assistir

    LINGUI, THE SACRED BONDS

    MAHAMAT-SALEH HAROUN França, 2021

    Nesta obra-prima de Mahamat-Saleh Haroun, a periferia de N’Djamena brilha com vivacidade em meio a preconceitos brutais. Uma poderosa ode à resiliência das mulheres do Chade diante da crueldade patriarcal, este drama silencioso, mas radical, tem todo o calor curativo de um abraço materno.

    HD
    Mais informações

    UM HOMEM QUE GRITA

    MAHAMAT-SALEH HAROUN Chade, 2010

    Este filme era um desconhecido na competição de Cannes em 2010, mas ao transpor uma fábula (reminiscente da obra-prima muda de F.W. Murnau A Última Gargalhada) para um cenário inesperado, recebeu grande aclamação, e o diretor Mahamat-Saleh Haroun acabou voltando para casa com o Prêmio do Júri.

    ABOUNA - NOSSO PAI

    MAHAMAT-SALEH HAROUN França, 2002

    Retratando toda a complexidade da infância e família, este drama intimista ainda examina o estado do Chade e as muitas dificuldades do país centro-africano. A irmandade se torna alegórica sob o equilíbrio de Mahamat-Saleh Haroun entre o pessoal e político.

    GRIGRIS

    MAHAMAT-SALEH HAROUN Chade, 2013

    Following his Jury Prize win at Cannes with A Screaming Man, Mahamat-Saleh Haroun took to the dance floor for this electric look at the social dynamics of his native Chad. Embellishing his quiet style with elements of the thriller, Grigris features an unforgettable central turn from Souleymane Démé.

Diretor(a)

Mostrar tudo (16)

Roteirista

Diretor/a de Fotografia

Produtor(a)

Ele/a próprio/a